SAIBA MAIS

participe das nossas redes

previsão do tempo

domingo, 23 de outubro de 2011

Teatro do Chapéu Azul realiza ensaio aberto no PIQUENIQUE CULTURAL!

Dia 30, na Praça Thomaz Flores, na Cohab Tablada, o Teatro do Chapéu Azul realizará ensaio aberto do espetáculo O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: Uma História de Amor no PIQUENIQUE CULTURAL.
O espetáculo é um trabalho solo da atriz Aline Maciel, adaptado do livro homônimo de Jorge Amado.
A adaptação visou favorecer a linguagem narrativa do contador de histórias, unindo diálogo, narração e descrição. Para isso, a atriz traz à cena o narrador, os personagens principais e também a Vaca Mocha e a Velha Coruja.
O espetáculo nos remete para o tempo em que os animais falavam e, alegoricamente, conta uma história de gente, abordando questões como o preconceito e a intolerância. A ação principal é o desenrolar da paixão entre um gato e uma andorinha, inimigos por natureza. A história se passa em um parque e gira em torno do amor impossível entre os dois, condenado por todos.

Estreado em 2007, o espetáculo conta com mais de quinze apresentações na região de Santa Maria/RS, em eventos artísticos, acadêmicos e culturais.
Com ele, em 2008, Aline Maciel recebeu o prêmio de Melhor Atriz no I FETISM – Festival de Teatro Independente de Santa Maria – onde o espetáculo obteve nota 9,2 do Júri popular / Categoria Adulto.
Em Pelotas/RS, foi apresentado em 2009 na FENADOCE, na Casa do Joquim, na Semana do CAVG e em eventos particulares. Em 2010, integrou a programação do Fórum Social Expandido das Periferias e Semana da Cidade de Pelotas.  Em São Leopoldo/RS foi uma das atrações do Fórum Social Mundial 2010.
No próximo dia 08 de novembro, dentro da programação do Projeto Cena Literária, será apresentado no Bistrô da SECULT, às 19h30min.

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: Aline Maciel conta história de Jorge Amado em ensaio aberto.

Aline Maciel é Bacharel em Artes Cênicas - Interpretação Teatral (UFSM). Também é Professora de Séries Iniciais.
Desde 1994 trabalha como atriz. Seu primeiro espetáculo foi A noviça, no Grupo Oficina de Teatro, em Pelotas/RS. 
A partir de 2000, quando cursa Artes Cênicas na UFSM, atua em várias montagens de grupos universitários e independentes da região de Santa Maria/RS. 
Retornando a Pelotas em 2009, participa do Projeto Sete ao Entardecer com “Pólen – a menina e as pérolas” do Centro Contemporâneo de Pesquisa e Movimento Berê Fuhro Souto, também apresentado na 55ª Feira do Livro de POA. 
No mesmo ano, dirige o Corpo Cênico Mariza Hallal, (grupo de teatro do CAVG), montando o esquete  “A caixa”, apresentado no Fórum Mundial de Educação Tecnológica em Brasília/DF.
Em 2010, passa a desenvolver seu trabalho no Centro Cultural Casa do Joquim, onde funda o Teatro do Chapéu Azul. No TCA cria o PIQUENIQUE CULTURAL, evento em que acumula as funções de Gestora Geral, Artística e de Comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário